Steve Jobs disse que Bill Gates era "sem imaginação"--biógrafo

segunda-feira, 24 de outubro de 2011 14:08 BRST
 

Por Soyoung Kim e Poornima Gupta

(Reuters) - Steve Jobs chamou o rival de longa data e co-fundador da Microsoft Corporation Bill Gates de "sem imaginação" e disse que ele "não era realmente uma pessoa criadora de produtos", segundo uma biografia do falecido executivo-chefe da Apple.

"Bill é basicamente um sujeito sem imaginação, que nunca inventou nada, e acho que é por isso que hoje ele se sente mais à vontade fazendo filantropia do que tecnologia", disse Jobs ao autor da biografia, Walter Isaacson.

"Ele roubava descaradamente as ideias das outras pessoas. Ele seria um cara de mente mais aberta se tivesse usado ácido alguma vez ou ido a um ashram quando jovem", acrescentou.

A biografia "Steve Jobs", de Walter Isaacson, chega às livrarias nesta segunda-feira, mas foi lançada antecipadamente na noite de domingo, no iBooks da Apple e no Kindle da Amazon.com.

Já Gates tinha um pouco de inveja do poder hipnotizante de Jobs sobre as pessoas, mas achava o ícone da tecnologia "estranhamente falho como ser humano".

Apesar das divergências com Jobs, Bill Gates curtia as visitas frequentes que fazia à sede da Apple em Cupertino, especialmente quando via Jobs interagindo com seus funcionários, segundo a biografia.

Isaacson revela que Jobs passou nove meses recusando uma cirurgia contra câncer que poderia ter salvado sua vida, que ele sofreu bullying na escola, tentou vários regimes malucos quando era adolescente e tinha comportamentos estranhos quando mais jovem, como olhar as pessoas fixamente, sem piscar.

O livro pinta um retrato inédito de um homem conhecido por proteger sua privacidade a unhas e dentes, mas cuja morte desencadeou manifestações mundiais de tristeza.   Continuação...

 
Steve Jobs se apresenta na Convenção e Expo Macworld em São Francisco, em 2008. Jobs chamou o rival de longa data e co-fundador da Microsoft Corporation Bill Gates de "sem imaginação" e disse que ele "não era realmente uma pessoa criadora de produtos", segundo uma biografia do falecido executivo-chefe da Apple.
15/01/2008   REUTERS/Robert Galbraith