Piadas nazistas e rancor contra alemães refletem desespero grego

quarta-feira, 26 de outubro de 2011 12:42 BRST
 

Por Amie Ferris-Rotman

ATENAS (Reuters) - Uma sombra decorrente das medidas de austeridade propostas pelo governo alemão e impostas à Grécia reavivou inimizades históricas e trouxe à tona comparações com a destruição massiva do país mediterrâneo na época do domínio da Alemanha nazista, há 65 anos.

Foram publicadas charges retratando a "troika" da União Europeia como soldados ferozes em uniformes alemães da Segunda Guerra Mundial, e alguns gregos estão começando a se ofender com as multidões de turistas alemães que visitam seus lugares históricos.

Um cartunista do jornal liberal Eleftherotypia criou dezenas desses desenhos nos últimos meses, muitas vezes mostrando o ministro das Finanças grego, Evangelos Venizelos, fazendo a saudação nazista "Sieg Heil" (Vitória Salve) a um soldado.

"Eu usei o uniforme alemão simbolicamente", disse o cartunista Stathis Stavropoulos à Reuters.

"Eles mostram que o que a Alemanha não conseguiu com armas durante a Segunda Guerra Mundial, ela agora está tentando por meios econômicos", afirmou.

A guerra, durante a qual a Grécia foi ocupada e sofreu perdas enormes, ainda é um assunto sensível hoje em dia, apesar do feroz movimento de resistência da Grécia na época.

Algumas vozes na mídia também chamaram o governo grego de "dosilogos", uma palavra que significa traidor e foi usada para se referir aos gregos que colaboraram com os nazistas durante a guerra.

Uma das charges de Stavropoulos, publicada em 15 de outubro, mostra um soldado em uniforme alemão observando Venizelos enquanto ele esbraveja contra um cidadão grego para tossir mais dinheiro na forma de impostos.

Desafiando os violentos protestos nas ruas, o Parlamento grego aprovou dolorosas medidas de austeridade na semana passada para garantir a liberação de 8 bilhões de euros (11 bilhões de dólares) em empréstimos da UE e do Fundo Monetário Internacional (FMI) que o governo precisa para continuar pagando suas contas depois de novembro.