Juíza determina que Lindsay Lohan passe 30 dias presa

quarta-feira, 2 de novembro de 2011 19:27 BRST
 

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES (Reuters) - Uma juíza sentenciou nesta quarta-feira a atriz Lindsay Lohan a 30 dias de prisão por violar os termos da sua liberdade condicional, e determinou que ela cumpra um rígido cronograma de serviços comunitários e consultas psicológicas.

Lohan deverá se apresentar à prisão em 9 de novembro, e não terá direito a prisão domiciliar ou comutação da pena, exceto em casos exigidos por lei. Por causa da superlotação carcerária, as autoridades de Los Angeles poderiam libertá-la em poucos dias.

A juíza Stephanie Sautner, da Corte Superior de Los Angeles, sentenciou Lohan a 300 dias de prisão, mas estabeleceu que 270 deles podem ser suspensos dependendo do desempenho da atriz no serviço comunitário.

Após a prisão, a atriz deverá iniciar sua rotina de cinco meses no necrotério público de Los Angeles, onde fará faxina e outras tarefas.

Sautner disse a Lohan que sua sentença equivale a "colocar as chaves da cadeia nas mãos da ré", já que cabe a ela sair ou não após a pena mínima.

Lohan, de 25 anos, vestia um discreto vestido azul e branco de bolinhas, e respondeu "sim" ao ser questionada pela juíza se compreendia a sentença. Em vários momentos ela pareceu à beira das lágrimas.

A atriz deixou o plenário sem falar nada, e seu assessor de imprensa disse que não haverá comentários. Meses atrás, ela foi condenada por furtar um colar de ouro em uma joalheria.

 
A atriz Lindsay Lohan (D), acompanhada de sua advogada Shawn Chapman Holley, em uma audição sobre a violação de sua liberdade condicional em tribunal em Los Angeles. Uma juíza sentenciou nesta quarta-feira a atriz a 30 dias de prisão por violar os termos da sua liberdade condicional, e determinou que ela cumpra um rígido cronograma de serviços comunitários e consultas psicológicas. 02/11/2011 REUTERS/Mario Anzuoni