Astros de "Crepúsculo" deixam sua marca na Calçada da Fama

sexta-feira, 4 de novembro de 2011 11:38 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Os atores de "Crepúsculo", Robert Pattinson, Kristen Stewart e Taylor Lautner, deixaram sua marca em Hollywood na quinta-feira, gravando as impressões de suas mãos e pés em frente ao famoso cinema Grauman's Chinese Theater, no local conhecido como a "Calçada da Fama".

Os astros de "Crepúsculo" foram recebidos por centenas de fãs aos gritos, enquanto deixaram as marcas das mãos e dos pés junto às de Charlie Chaplin, Frank Sinatra e dezenas de outros ícones do cinema do passado, na calçada de concreto em frente ao cinema.

"Tenho me apaixonado tanto por esse 'negócio', acho que é a coisa mais legal que já fiz na minha vida", disse Stewart, de 21 anos, que interpreta Bella Swan no romance sobre vampiros.

Pattinson, de 25 anos, que interpreta o vampiro Edward Cullen nos filmes, agradeceu aos fãs pelo apoio.

"Isso é simplesmente uma incrível honra, dado que somos tão jovens, é uma coisa meio ridícula e fantástica ao mesmo tempo. E tudo se deve a vocês que impulsionam essa franquia para frente", disse o ator.

Lautner, de 19 anos, o lobisomem Jacob Black nos filmes, acrescentou, "Existem alguns momentos que significam tanto, é até muito difícil de explicar, e este é definitivamente um desses momentos."

Os filmes de "Crepúsculo" são baseados numa série de romances de sucesso da autora Stephenie Meyer e contam a história de uma jovem que se apaixona por um vampiro em um mundo onde vampiros e lobisomens se disfarçam entre os vivos.

Os primeiros três filmes, produzidos pelo estúdio independente Summit Entertainment já arrecadaram mais de 1,8 bilhão de dólares nas bilheterias mundiais, segundo o Box Office Mojo.

A cerimônia de quinta-feira foi realizada antes da estreia, em 18 de novembro, de "A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1", o quarto filme da franquia.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)

 
Atores Robert Pattinson (esq), Kristen Stewart e Taylor Lautner deixam suas impressões no cimento após uma cerimônia no Grauman's Chinese Theatre, em Hollywood, na Califórnia. 03/11/2011     REUTERS/Mario Anzuoni