16 de Novembro de 2011 / às 21:04 / 6 anos atrás

Arte brasileira faz sucesso em leilão em Nova York

Por Walker Simon

NOVA YORK (Reuters) - Uma imensa escultura de bronze do colombiano Fernando Botero e obras de vários artistas brasileiros bateram novos recordes para a arte latino-americana, disse a casa de leilões nova-iorquina Christie's na quarta-feira.

"Dançarinos", forjada em 2007, foi arrematada por 1,76 milhão de dólares. Com 1,6 tonelada e 3,18 metros de altura, é provavelmente a maior escultura de Botero já leiloada, segundo Virgilio Garza, chefe de arte latino-americana da Christie's.

No total, o leilão de terça-feira à noite arrecadou 15,3 milhões de dólares.

"Os resultados foram excepcionais. O mercado latino-americano de arte está prosperando, nove recordes foram batidos", disse Garza.

Obras brasileiras do pós-Segunda Guerra foram as mais disputadas, refletindo a escassez de trabalhos de artistas importantes do país no mercado internacional.

"Acho que a notícia aqui é que a arte brasileira brilha. Cinco recordes foram batidos das décadas de 1960 e 70. A arte brasileira foi extremamente bem", disse Garza.

"Bandeirinhas Estruturadas", de Alfredo Volpi, saiu por 842,5 mil dólares, recorde para esse artista. Usando um motivo habitual do artista, a tela faz o olhar do espectador passear por pequenos triângulos vermelhos, pretos e brancos, sobre fundo azul.

"Ruas Azuis" (1955), de Antônio Bandeira, foi arrematada por 482,5 mil dólares. "Estrutura" (1969), de Franz Weissmann, alcançou 386,5 mil.

Outros recordes foram batidos para as obras de José Pancetti ("Abaeté - Série Bahia, no. 28", de 1957, por 362,5 mil dólares) e Hércules Barsotti ("Losango-Proposição Multilegível I", de 1966, por 170,5 mil dólares).

"A arte brasileira chegou. Ela não é mais uma categoria emergente de coleção. Os olhos do mundo estão olhando para o Brasil e para a sua fascinante história artística", disse Garza.

Outros destaques do leilão foram "Vaca Vermelha" (1975), do mexicano Francisco Toledo, arrematada por 902,5 mil dólares; "Pintura no. 110" (1948), do argentino Juan Melé, por 134,5 mil dólares, e "Apresentação de Lagong Sob Figueira", desenho em papel do mexicano Miguel Covarrubias, por 290,5 mil dólares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below