18 de Novembro de 2011 / às 11:34 / 6 anos atrás

Morte de Natalie Wood, em 1981, será investigada

Foto arquivo da atriz Natalie Wood. Os investigadores encarregados de investigar homicídios vão reabrir o inquérito sobre a morte da atriz Natalie Wood, ocorrida em 1981, por causa da novas informações recebidas, disse o Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles na quinta-feira. REUTERS/Divulgação

Por Dan Whitcomb

LOS ANGELES (Reuters) - Os investigadores encarregados de investigar homicídios vão reabrir o inquérito sobre a morte da atriz Natalie Wood, ocorrida em 1981, por causa da novas informações recebidas, disse o Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles na quinta-feira.

Wood foi encontrada morta, aos 43 anos, boiando numa baía da ilha Catalina. Na época, os legistas concluíram que se tratou de um afogamento acidental.

A estrela de “Juventude Transviada” e “Amor, Sublime Amor” havia passado a noite anterior jantando e bebendo na ilha e em um iate na companhia do marido, o astro televisivo Robert Wagner, e do ator Christopher Walken.

Há 30 anos pairam dúvidas sobre a morte repentina da atriz, e parentes já haviam pedido anteriormente às autoridades que reavaliassem as conclusões originais.

“Recentemente, os investigadores de homicídios do condado foram contatados por pessoas que declararam ter informações adicionais sobre o afogamento de Natalie Wood Wagner”, disse o departamento em nota, sem explicar quais informações eram essas. Uma entrevista coletiva foi marcada para a manhã desta sexta-feira (hora local).

Mas Lee Baca, o xerife, disse ao jornal Los Angeles Times que os detetives desejam conversar com o capitão do iate Splendor sobre declarações que ele prestou a propósito do 30o. aniversário da morte de Natalie.

Citando fontes anônimas, o Times informou também que o departamento do xerife recebeu uma carta anônima dizendo que o capitão tinha novas lembranças sobre o caso.

Um porta-voz de Wagner disse que a família do ator não foi procurada pelas autoridades, mas “apoia totalmente” a reabertura do inquérito, para que “avalie se qualquer nova informação (...) é valida e vem de fonte ou fontes críveis, além daquelas que tentam simplesmente lucrar com o 30o aniversário da trágica morte dela”.

As autoridades pediram que qualquer um que tenha informações relevantes entre em contato com os investigadores ou com um disque-denúncia.

Natalie - cujo nome de batismo era Natalia Nikolaevna Zakharenko, filha de imigrantes russos nascida em San Francisco - estreou no cinema ainda criança, em filmes como o clássico natalino “De Ilusão Também se Vive” e “Nós e o Fantasma”.

Adolescente, foi indicada ao Oscar de atriz coadjuvante por seu papel no clássico “Juventude Transviada” (1955), contracenando com James Dean.

Também seria indicada duas vezes ao Oscar de melhor atriz, por “Clamor do Sexo” (1961) e “O Preço de um Prazer” (1963). Nas três ocasiões em que foi indicada, perdeu.

Reportagem de Dan Whitcomb

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below