Disneylândia de Hong Kong é ampliada para atrair mais turistas

sexta-feira, 18 de novembro de 2011 10:57 BRST
 

Por Stefanie McIntyre

HONG KONG (Reuters) - Com uma nova área temática que faz o visitante se sentir do tamanho de um brinquedo, a Disneylândia de Hong Kong espera ampliar o número de visitantes em um empreendimento que até agora não decolou.

Desde a inauguração, em 2005, o primeiro parque da Disney na China luta para atrair visitantes da parte continental/comunista do país. A situação ficará ainda mais delicada para o parque nos próximos anos, quando ganhar a concorrência de uma filial da Disney em Xangai.

A inauguração da área Toy Story Land, inspirada na bem-sucedida trilogia de desenhos animados, é a primeira fase de uma expansão em três etapas, a um custo de 468 milhões de dólares, que fará a área útil do parque aumentar em até 23 por cento até 2013, elevando a mais de cem o número de atrações.

"Acreditamos que será um grande reforço em termos empresariais". disse Andrew Kam, diretor-gerente da Disneylândia.

Entre as três novas atrações há um "Salto de Paraquedas do Soldado de Brinquedo", com 25 metros de altura. O "Vale do Urso" e o "Ponto Místico" serão inaugurados nos próximos dois anos.

Até o ano passado, a Disney nunca havia divulgado dados de faturamento e público do parque. No primeiro balanço publicado, constou um prejuízo de 169,4 milhões de dólares em 2009, com 4,6 milhões de visitantes. O governo de Hong Kong - sócio majoritário do parque - pediu melhorias.

Quando a expansão estiver concluída, a previsão é que o número de visitantes suba para 5,2 a 8 milhões por ano.