Keira Knightley quase recusou papel por cena forte de sexo

terça-feira, 22 de novembro de 2011 13:33 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - No novo filme do diretor David Cronenberg sobre Carl Jung, Sigmund Freud e o nascimento da psicanálise, "A Dangerous Method", Keira Knightley interpreta a ex-paciente histérica e amante de Jung, Sabina Spielrein.

O filme estreia nos cinemas dos EUA na quarta-feira, e Keira disse à Reuters em setembro, durante o Festival de Cinema de Toronto, que ela inicialmente recusou o papel por causa das cenas fortes de sexo com espancamento com o ator Michael Fassbender, que interpreta Jung.

Mas a atriz britânica de 26 anos afirmou que a promessa de um papel de sonho como esse e de trabalhar com Cronenberg, Fassbender e Viggo Mortensen (que interpreta Freud) era muito atraente para ser rejeitada. Também ajudou o fato de Cronenberg ter prometido que as cenas de espancamento seriam clínicas, e não "sexy".

P: Antes do filme, o que você sabia sobre psicanálise?

R: "Absolutamente nada. Quer dizer, eu tinha ouvido falar, obviamente, de Freud e Jung, e eu sabia vagamente que tudo deveria ser baseado na sexualidade e que seus pais entravam na questão em algum ponto. Mas tirando isso, eu realmente não sabia de nada. Então era questão de começar do zero."

P: Você já pensou em estudar psicologia?

R: "Não ... há uma série de paralelos na atuação. Você está tentando entender o mundo a partir de um ponto de vista diferente, sem julgá-lo. Olhar para ele de um ponto de vista psicológico é algo que você faz naturalmente como ator, de qualquer maneira."

P: Sua representação de histeria no filme recebeu críticas divergentes. Como é que você criou, vamos dizer, o movimento da mandíbula?

R: "Essa é a coisa complicada, quando você está lendo um roteiro que diz, 'tenha um ataque histérico, com tiques'. E você pensa, 'OK, o que significa isso? E o que você quer dizer com um tique?' Então, realmente, muitas leituras foram uma tentativa de obter descrições dos tiques e tentar entender o que eram."   Continuação...

 
Atriz Keira Knightley, do filme "A Dangerous Method", no 36o Festival Internacional de Toronto. 11/09/2011  REUTERS/Mark Blinch