Advogado de Hugh Grant critica táticas de tablóide britânico

terça-feira, 22 de novembro de 2011 14:48 BRST
 

Por Keith Weir

LONDRES (Reuters) - Um advogado do astro do cinema Hugh Grant acusou um grupo de tablóides britânicos na terça-feira de usar táticas intimidadoras, dizendo que elas poderão atrapalhar uma investigação sobre os padrões da mídia.

David Sherborne, que representa uma série de vítimas de invasão de privacidade cometida por jornais ansiosos por darem furos, criticou o tratamento recebido pelo ator depois de ele ter dito à Justiça que acredita ter sido vítima de grampo telefônico.

O primeiro-ministro David Cameron determinou a abertura do inquérito depois das divulgações sobre o grampeamento de mensagens de secretárias eletrônicas de celulares feito por repórteres do tablóide News of the World, que fazia parte da gigante de mídia News Corp, de Rupert Murdoch, e que foi fechado.

O inquérito, iniciado na semana passada, já está levantando questões mais abrangentes sobre os agressivos tablóides britânicos, que publicam histórias sobre a vida dos ricos e famosos. Grant, astro do filme "Quatro Casamentos e Um Funeral", disse no inquérito na segunda-feira que acredita que o jornal Mail on Sunday tenha grampeado sua secretária eletrônica, mas não tinha nenhuma prova concreta.

O Mail on Sunday negou as acusações de Grant, divulgando uma declaração classificando as alegações de "ataques mentirosos movidos pelo ódio dele à mídia".

Sherborne disse que o comentário e a cobertura do Daily Mail ultrapassaram o limite do comentário honesto.

"É a natureza intimidadora deles que, em minha opinião, deve ser analisada muito seriamente por este inquérito", afirmou ele, acrescentando que há uma "diferença crucial" entre o direito de resposta e o direito de atacar.

"Se aqueles que foram corajosos o bastante para aparecer e apresentar evidências neste inquérito sobre o que têm sofrido nas mãos da imprensa ouvem esse tipo de objeção...poderemos muito bem encontrar pessoas que não estarão mais dispostas a ser tão corajosas."   Continuação...