Tóquio mantém título de capital gourmet no guia Michelin

terça-feira, 29 de novembro de 2011 10:00 BRST
 

Por Junko Fujita

TÓQUIO (Reuters) - Tóquio manteve o título de capital gourmet do mundo nesta terça-feira, quando o guia Michelin deu à cidade o maior número de estrelas pelo quinto ano consecutivo.

Os restaurantes de Tóquio também levaram mais prêmios do que no ano passado, sendo que 16 estabelecimentos foram prestigiados com três estrelas. Segundo o Michelin, isso significa "uma culinária excepcional que vale uma jornada especial". Foram dois restaurantes a mais que receberem essa distinção em relação ao ano anterior, enquanto em Paris dez restaurantes obtiveram essa classificação este ano.

Catorze dos melhores restaurantes de Tóquio são de culinária japonesa, enquanto dois são de culinária francesa.

Lançada nesta terça-feira, a edição de 2012 do guia de restaurantes Michelin para a capital japonesa, Yokohama e a área costeira vizinha de Shonan, dá ao restaurante de sushi "Yoshitake", em Tóquio, a melhor avaliação, em sua primeira aparição na lista.

O restaurante "Koan", na área de Shonan, avaliada pela primeira vez, também entrou no ranking com três estrelas, elevando para 17 os restaurantes que receberam as três estrelas na área Tóquio-Yokohama-Shonan.

O restaurante "Ryugin", de Tóquio, foi promovido de duas para três estrelas. O coreano "Moranbong", também na capital, se uniu à lista com duas estrelas, tornando-se o restaurante coreano mais bem-avaliado do mundo.

Entre os 247 restaurantes que receberam estrelas em Tóquio, 52 ficaram com duas, e 179, com uma estrela. Em comparação, Paris tem apenas 70 restaurantes estrelados no guia publicado pela fabricante de pneus francesa.

A seleção inclui uma série de estilos de culinária japonesa, desde fugu -- baiacu (peixe-balão) que pode ser letal se for preparado de forma errada -- sushi e tempurá, até os favoritos dos trabalhadores assalariado, como o soba (macarrão feito de trigo sarraceno) e o yakitori (espetinho de frango).

Os prêmios são altamente respeitados no Japão, uma das nações mais obcecadas com comida no mundo, e a mais recente edição do guia representa uma cobertura cada vez maior da área geográfica no país.