"Hugo" é eleito melhor filme pela National Board of Review

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011 11:35 BRST
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK (Reuters) - "Hugo", o drama em 3D de Martin Scorsese sobre um menino órfão vivendo em Paris nos anos 1930, foi nomeado o melhor filme de 2011 na quinta-feira pela National Board of Review, que também escolheu Scorsese como o melhor diretor.

George Clooney ganhou como melhor ator por "Os Descendentes" enquanto Tilda Swinton levou o prêmio de melhor atriz por "Precisamos falar sobre o Kevin", no qual ela interpreta uma mãe que tenta reiniciar sua vida após a matança cometida por seu filho.

"'Hugo' é um filme tão pessoal de Martin Scorsese", disse Annie Schulhof, presidente da NBR, em comunicado. "É um tributo aos primeiros anos do cinema que usa a tecnologia de ponta de hoje para trazer o público para um mundo completamente único e mágico", acrescentou.

A escolha de certa forma surpreendente impulsionou as chances de "Hugo" na corrida para o Oscar. O filme conta a história de um menino que vive em uma estação de trem de Paris e faz a manutenção dos relógios da estação.

O grupo elogiou o filme, que é baseado no livro "A invenção de Hugo Cabret" e recebeu críticas fortes, como a de ser "visualmente deslumbrante e emocionalmente envolvente".

Christopher Plummer o ganhou prêmio de melhor ator coadjuvante do National Board of Review pelo papel de um homem idoso assumindo a homossexualidade em "Beginners", enquanto Shailene Woodley levou o de melhor atriz coadjuvante por "Os Descendentes", a história de um homem tentando conectar-se com suas filhas enquanto sua esposa está em coma após um acidente.

O National Board of Review, grupo norte-americano de observadores e profissionais da indústria cinematográfica, deu o prêmio de roteiro original para Will Reiser pela comédia sobre câncer "50/50".

Alexander Payne ganhou por roteiro adaptado, junto com Nat Faxon e Jim Rash, por "Os Descendentes".   Continuação...