Gary Oldman volta às sombras em "O Espião Que Sabia Demais"

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011 18:23 BRST
 

Por Iain Blair

LOS ANGELES, Dez (Reuters) - Gary Oldman estrelou alguns dos maiores sucessos de bilheterias dos últimos tempos, incluindo as franquias "Harry Potter" e "Batman", de Christopher Nolan. Mas Oldman construiu sua carreira interpretando alguns personagens sombrios, como Sid Vicious, Lee Harvey Oswald e Drácula, para citar alguns.

Com o seu novo filme "O Espião Que Sabia Demais", que chega aos cinemas norte-americanos na sexta-feira, o ator volta aos cenários sombrios para interpretar o bem-educado, mas durão, espião George Smiley neste emocionante conto da Guerra Fria sobre espiões britânicos e russos e traidores, baseado no famoso romance de John le Carré.

Oldman conversou com a Reuters sobre o filme, o seu papel e a sua carreira em constante mudança.

Pergunta: Esta foi uma boa mudança de ritmo para você.

Resposta: Totalmente, e isso foi parte do apelo. Eu estava obviamente familiarizado com o filme e com Smiley antes de receber a proposta... mas é um pouco como um ator receber o convite para fazer Hamlet ou Lear. Você já sabe o papel.

P: Então, não tem medo de interpretá-lo?

R: Não, tenho muito medo. Pensei duas vezes - mais que duas vezes - sobre o assunto. Os dragões estão em sua cabeça, não? Mas você tem que matá-los, e ele foi o meu tipo de inimigo. Uma vez que nós começamos, ele se tornou um pouco de um guia espiritual. Talvez ele estivesse olhando por cima do meu ombro.

P: Quanto de Gary Oldman está em George Smiley?   Continuação...