Sherlock Holmes de Guy Ritchie volta em 'Jogo de Sombras'

terça-feira, 13 de dezembro de 2011 12:34 BRST
 

Por Iain Blair

LOS ANGELES (Reuters) - Em 2009, o escritor e cineasta britânico Guy Ritchie chocou os fãs puristas de Sherlock Holmes modernizando o personagem clássico e o apresentando a uma nova geração de fãs do cinema.

Ficaram para trás os tradicionais - e facilmente parodiados - chapéus de caça, sobretudos e cachimbos. Em vez disso, incorporado por Robert Downey Jr., o famoso detetive era agora parte intelectual, parte herói especialista em artes marciais, e tinha por parceiro um Watson interpretado por Jude Law.

O resultado? Elementar - um sucesso de bilheteria mundial, arrecadando 525 milhões de dólares. E agora a dupla está de volta na sequência "Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras" que deve estrear na sexta-feira.

"Foi uma experiência tão catártica da primeira vez, e tão prazerosa, que todos nós quisemos repeti-la", disse Ritchie, que ganhou fama com o filme independente "Jogos, Trapaças e dois Canos Fumegantes."

Desta vez Homes e Watson enfrentam um novo adversário, o brilhante, mas malévolo, professor James Moriarty (Jared Harris), que vem planejando derrubar governos europeus e ameaçou a vida de uma cigana que prevê o futuro (interpretada pela atriz sueca Noomi Rapace, em seu primeiro papel em um filme de língua inglesa).

Downey Jr. disse que embora os atores tivessem um roteiro, improvisações faziam parte da produção.

"É uma democracia na forma mais verdadeira e frustrante e recompensadora da palavra", disse o ator, cujo Holmes mais uma vez usa vários disfarces, incluindo uma roupa de drag.

Harris disse que ser atirado no grupo fechado dos colaboradores do primeiro filme foi "um desafio". Ele disse que apresentava ideias "e mesmo se não gostassem delas, eles assentiam de forma educada e nunca as usavam."   Continuação...