14 de Dezembro de 2011 / às 12:22 / 6 anos atrás

Filme de Jolie na Bósnia ganha prêmio em Hollywood

Angelina Jolie na estreia do filme "In the Land of Blood and Honey", em Nova York. 05/12/2011 REUTERS/Carlo Allegri

LOS ANGELES (Reuters) - Os produtores cinematográficos de Hollywood anunciaram na terça-feira a entrega de um prêmio especial para Angelina Jolie pela abordagem de questões sociais no filme de guerra “In the Land of Blood and Honey”, sobre a Bósnia.

Jolie, estreante na direção, também roteirizou e coproduziu o filme, que conta uma história de amor entre um sérvio e uma muçulmana antes da guerra de independência da Bósnia (1992-95), e o reencontro posterior do casal - ele como oficial do Exército, ela como prisioneira.

A realizadora receberá o Prêmio Stanley Kramer, instituído em 2002 pela Liga dos Produtores da América, e concedido anualmente a produtores cuja obra “ilumine questões sociais provocativas de forma acessível e enriquecedora”.

Objeções de mulheres vítimas da guerra da Bósnia levaram o filme a ser rodado em grande parte na Hungria. Mas alguns dos bósnios mais críticos ao projeto se renderam aos elogios após uma exibição especial feita na semana passada na Bósnia.

Jolie e seus coprodutores disseram em nota que se sentem honrados com o prêmio, que já homenageou obras como “Hotel Ruanda” e “Uma Verdade Inconveniente”.

“In the Land of Blood and Honey” (“Na terra do sangue e do mel”, em tradução literal) estreia em algumas salas dos EUA no dia 23, o que o qualifica para disputar o Oscar.

Reportagem de Jill Serjeant

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below