ESTREIA-"Roubo nas Alturas" explora com humor a crise financeira

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 12:04 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - "Roubo nas Alturas", de Brett Ratner (de "A Hora do Rush"), não é uma comédia rasgada como faz supor a presença de Ben Stilller e Eddie Murphy, na pele de uma dupla de ladrões que revivem o espírito de Robin Hood, roubando de um rico para redistribuir aos explorados.

Com humor mais contido, Ratner prefere explorar a cuidadosa engenharia desenvolvida pela dupla para a aplicação do golpe, arrancando alguns sorrisos com as confusões que ameaçam a cada momento colocar tudo a perder.

Stiller é Josh Kovacs, gerente de um condomínio de luxo em Nova York, administrado com rigor militar para não importunar os moradores. Para zelar por clientela tão endinheirada e exigente, eles têm que trabalhar exaustivamente com a precisão de um relógio e, ao mesmo tempo, ser invisíveis. Não podem nem mesmo ter telefone celular.

Um dos moradores mais importantes é o megainvestidor Arthur Shaw (Alan Alda), com quem Josh disputa partidas de xadrez pelo computador. O equilíbrio no edifício Tower Heist é rompido com a surpreendente prisão do investidor por agentes do FBI. Seus negócios entraram em colapso e as autoridades acusam-no de fraude. Ele perdeu toda a fortuna da noite para o dia.

O que seria apenas um problema pessoal do empresário ganha uma dimensão maior quando Josh descobre que quase todos os funcionários, que confiavam no faro do investidor, entregaram-lhe suas economias para serem aplicadas no mercado financeiro. Todos perderam a poupança de uma vida.

A revanche de Josh começa a ser levada seriamente em consideração quando ele descobre pela policial que chefia a equipe do FBI (Tea Leoni) que Shaw pode ter escondido 20 milhões de dólares antes de ter praticado a fraude. É o bastante para que o gerente desconfie que o dinheiro esteja numa parede falsa do apartamento do investidor, que havia sido reformado pouco antes.

Josh convence outros funcionários a aderirem ao plano e monta um exército Brancaleone de ladrões totalmente inexperientes, mas que supostamente possuem alguma habilidade pessoal que poderá ser útil na hora H. A grande ajuda pode vir de um "especialista", o ladrão pé-de-chinelo Slide (Eddie Murphy), que repete as caretas que já exibiu em outras comédias, mas, mesmo assim, dá ao filme uma veia cômica mais dinâmica.

"Roubo nas Alturas" estreou em novembro nos Estados Unidos, no auge do movimento Ocupe Wall Street, de protesto contra a crise econômica do país. A revolta pelo alto preço pago pela população por causa dos desmandos do setor financeiro tem no personagem de Alan Alda a personificação do mal que todos identificam. Por isso, a figura de um bom ladrão, nos moldes de Robin Hood, é festejada com tanto entusiasmo entre os funcionários do edifício Tower Heist.

(Luiz Vita, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb