Astro de "Batman" é impedido de visitar ativista chinês

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 14:30 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O ator Christian Bale, que interpreta o super-herói Batman no cinema, foi intimidado por seguranças chineses ao tentar visitar um ativista cego, cuja detenção causou indignação dentro e fora da China, disse a CNN na sexta-feira.

Bale e a equipe da CNN foram empurrados por homens à paisana na localidade de Dongshigu, no leste do país, onde o ativista Chen Guangcheng está há 15 meses confinado em prisão domiciliar, como mostra vídeo divulgado pela CNN em seu site.

"Por que não posso visitar esse homem?", perguntou Bale aos guardas que o empurravam.

O ator disse ao canal que não estava tentando se mostrar corajoso, e sim levar apoio a chineses que, segundo ele, estariam sendo detidos ao tentarem visitar Chen, um dos mais famosos ativistas do país, junto com o artista Ai Weiwei.

A CNN disse que os seguranças acompanharam o veículo da equipe por mais de meia hora.

Advogado autodidata, Chen foi preso após fazer campanha contra abortos forçados. Nos últimos meses, dezenas de simpatizantes foram proibidos de visitar o ativista, e vários deles foram agredidos.

A CNN disse que Bale, que foi à China para a estreia do filme "The Flowers of War", procurou a equipe da emissora para tentar encontrar Chen. O grupo então fez de carro as oito horas de viagem entre Pequim e a aldeia onde o ativista vive.

(Reportagem de Sui-Lee Wee)

 
Christian Bale na cerimônia dos Oscars, em fevereiro. O ator, que interpreta o super-herói Batman no cinema, foi intimidado por seguranças chineses ao tentar visitar um ativista cego, cuja detenção causou indignação dentro e fora da China, disse a CNN na sexta-feira.27/02/2011  REUTERS/Lucas Jackson