Cantora Etta James sofre de doença "terminal", diz médico

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 21:44 BRST
 

LOS ANGELES, 16 Dez (Reuters) - A cantora de R&B Etta James tem uma doença terminal, disse seu médico em entrevista nesta semana, confirmando as notícias recentes sobre a condição precária de sua saúde.

O doutor Elaine James, que não faz parte da família da lenda do blues apesar do mesmo sobrenome, afirmou em entrevista por vídeo a um jornal da Califórnia que a cantora de 73 anos sofre de leucemia, demência e problemas nos rins, entre "muitas outras doenças".

"Neste momento, se considera que Etta é uma doente terminal", disse o médico ao jornal Press-Enterprise de Riverside, na Califórnia.

O médico acrescentou que o diagnóstico foi feito há duas semanas por três especialistas, entre eles um oncologista, de um hospital no qual a cantora normalmente se trata.

Os dois filhos de Etta, Donto e Sametto, disseram nesta sexta-feira à Reuters que não estavam seguros quanto ao diagnóstico e que o anúncio foi feito sem a autorização da família.

Ambos concordaram que a saúde da mãe está se deteriorando e que decidiram que ela deveria ser tratada em um hospital e não em sua casa, em Riverside.

Ella, que teve grandes sucessos, como "At Last", "The Wallflower" e "Good Rockin' Daddy", ganhou três prêmios Grammy. A artista foi uma figura importante nos primeiros dias do rock 'n' roll e entrou para o Hall da Fama do Rock em 1993.

A artista lutou contra a obesidade e seu vício por heroína ao longo de sua vida. Em 2003, foi submetida a uma operação gástrica. Nos últimos tempos, foi internada várias vezes, uma delas por infecção no sangue.

Ella se manteve ativa na indústria musical, apesar de seus problemas de saúde, e em novembro lançou o disco "The Dreamer".

"Não acho que seja o seu último álbum. Claro que ela quer continuar fazendo música", disse Sametto James.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)