Cowell admite arrogância e diz que "X Factor" vai melhorar

terça-feira, 20 de dezembro de 2011 13:30 BRST
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - O criador de "X Factor", Simon Cowell, disse na segunda-feira que provavelmente foi "muito arrogante" quando lançou o programa de talentos nos Estados Unidos no começo deste ano, se gabando de que iria superar seu antigo programa, o sucesso "American Idol".

Mas Cowell, que diz ser confiante por natureza, prometeu que valerá a pena assistir à final de "X Factor". O último episódio será exibido nesta semana, dividido em duas partes, e Cowell afirmou que qualquer um dos três finalistas merece ganhar o prêmio, um contrato de gravação de 5 milhões de dólares.

O empreendedor e juiz de "X Factor" disse que astros como Justin Bieber, o rapper Pitbull e o cantor de R&B Ne-Yo irão se apresentar na final de quinta-feira, antes de ser revelado o vencedor da primeira temporada.

"The X-Factor" foi lançado nos Estados Unidos em setembro, depois de meses de expectativa criada por Cowell. Sua previsão era de que superasse o "American Idol" como o programa mais assistido na TV norte-americana.

No entanto, "X Factor" ficou muito abaixo das expectativas de Cowell.

Apesar de ter sido um sucesso para a emissora Fox, atraindo 12 milhões de telespectadores semanalmente, seu público é menos de metade da audiência de "American Idol", que volta à Fox em janeiro.

"Eu acho que provavelmente cheguei aqui muito arrogante, mas sou arrogante por natureza. Eu saí de um sucesso gigante na Grã-Bretanha, tinha a adrenalina e mal conseguia esperar para lançar o programa aqui, e vai demorar mais do que eu pensava", disse Cowell em coletiva de imprensa antes da final.

"Mas com esses três finalistas... será a maior final da que já participamos... É um talento de 5 milhões de dólares aqui", afirmou. "Vamos dar um show nesta semana. Será melhor que no ano passado."

Melanie Amaro, de 19 anos, Josh Krajcik, de 30, e o rapper Chris Rene, de 28, disputarão o prêmio "X Factor" na quarta-feira.

Todos os três finalistas devem conseguir contratos de gravação, mas apenas o vencedor terá a garantia de um acordo de 5 milhões de dólares.

 
Simon Cowell posa para fotógrafos após coletiva de imprensa para "The X Factor", em Los Angeles. 19/20/2012  REUTERS/Phil McCarten