Duquesa de Cambridge vira escoteira

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012 13:54 BRST
 

LONDRES, 5 Jan (Reuters) - A Duquesa de Cambridge cimentou seu lugar na família real britânica assumindo seu primeiro papel de patronato desde seu casamento com o príncipe William, tornando-se a mais nova voluntária do escotismo.

A duquesa, que já foi bandeirante, ajudará crianças escoteiras em Gales, talvez em atividades como jogos, ensinando os primeiros socorros ou a cozinhar em acampamentos, disse a Associação de Escotismo.

Outras causas apoiadas pela mulher que se casou com o segundo na linha do trono britânico em abril passado, em uma cerimônia assistida por milhões de pessoas no mundo todo, incluem obras beneficentes envolvendo jovens.

"Os novos papeis da Duquesa refletem o desejo de Sua Alteza Real de apoiar o trabalho da família real em destacar causas importantes no setor voluntário e beneficente e nas artes", dizia um comunicado do Palácio St. James na quinta-feira.

Catherine, de 29 anos, recebeu centenas de pedidos de entidades beneficentes que esperam tirar proveito do glamour associado a uma jovem antes comum, cujo romance de conto-de-fada e casamento com William vem sendo avidamente documentado pela imprensa.

A mídia britânica destacou sua decisão de se tornar patrona das instituições de caridade que trabalham com jovens, alguns sofrendo de problemas comportamentais ou doenças terminais, como um sinal de que ela vai seguir os passos da falecida mãe do marido, a princesa Diana.

O Palácio St. James disse que as escolhas de Catherine, feitas após pesquisas e visitas privadas, refletiam seus interesses pessoais e complementavam o trabalho beneficente já realizado por William.

Ela será patrona de quatro instituições, entre elas o Action on Addiction, que trabalha para livrar as pessoas do vício com drogas e álcool, e o Art Room, que ajuda crianças a alcançar uma maior autoestima e independência através das artes.

A duquesa, que estudou História da Arte na Universidade de St. Andrews na Escócia, também será patrona do National Portrait Gallery em Londres.