Cantora Etta James morre aos 73 anos nos EUA

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 18:53 BRST
 

LOS ANGELES, 20 Jan (Reuters) - A cantora de rock e blues Etta James, conhecida por seu hit "At Last", morreu aos 73 anos em decorrência de uma leucemia, disse nesta sexta-feira seu agente, Lupe de Leon, que foi amigo dela por cerca de 30 anos.

James estava internada num hospital de Riverside, na Califórnia. Ela completaria 74 anos na próxima quarta-feira.

"Ela morreu nesta manhã. Ela estava com o seu marido e seus filhos. Ela morreu de complicações da leucemia", disse De Leon, amigo e agente de longa data da cantora.

A saúde de James vinha declinando havia bastante tempo, e há dois anos ela recebeu o diagnóstico de leucemia. Em dezembro, seu médico particular lhe disse que ela estava em estado terminal. A cantora também sofria de diabete, insuficiência renal e demência, e foi internada no final de 2011 por ter dificuldades para respirar.

A vida e a carreira de James foram cheias de altos e baixos. Ela enfrentou a obesidade e a dependência por heroína, manteve um esquema que trabalhava com cheques sem fundos e teve relações conturbadas com os homens, inclusive com alguns gângsteres. Em 2003, passou por uma cirurgia estomacal que lhe fez perder quase 100 quilos.

Mas, no meio artístico, ela era uma lenda. Com canções como "The Wallflower" e "Good Rockin' Daddy", ela se tornou uma figura crucial nos primórdios do rock, e a balada "At Last", de 1961, mostrava seu domínio também da arte do blues. James ganhou três prêmios Grammy na sua carreira.

Para o veterano produtor musical Jerry Wexler, ela foi "a maior de todas as cantoras modernas de blues ... a incontestável Mãe Terra".

James foi admitida em 1993 no Hall da Fama do Rock, mas, ao longo da sua extensa carreira, deu espaço também para o blues tradicional, o soul e o R&B.

"Etta James é simplesmente uma das melhores cantoras que eu já ouvi", escreveu a cantora e guitarrista Bonnie Raitt na revista Rolling Stone. "Etta é telúrica e áspera, obscena e inconvencional, de uma forma como poucos artistas têm coragem de ser."   Continuação...

 
Cantora Etta James se apresenta no 26º Playboy Jazz Festival, em Hollywood, nos Estados Unidos, em 2004. 19/06/2004 REUTERS/Fred Prouser