"Anjos da Noite 4" lidera bilheteria dos EUA na estreia

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012 10:12 BRST
 

Por Lisa Richwine

23 Jan (Reuters) - Vampiros e lobisomens atraíram o público para os cinemas nos Estados Unidos e Canadá no fim de semana, quando o filme "Anjos da Noite 4: O Despertar", o quarto da série, liderou as bilheterias nos dois países e faturou estimados 38,8 milhões de dólares em todo o mundo.

"Anjos da Noite 4: O Despertar" tem Kate Beckinsale como a protagonista, no papel da vampira que lidera uma batalha contra os humanos que tentam extinguir a sua espécie e a dos lobisomens.

O quarto filme teve estreia mais contundente do que dois dos três anteriores da franquia, lançada em 2003.

O filme registrou 25,4 milhões de dólares nos cinemas norte-americanos (EUA e Canadá), de sexta a domingo, e mais 13,4 milhões de dólares em 36 mercados internacionais, disse a empresa distribuidora Sony, no domingo.

A quarta produção da franquia é a primeira de "Anjos da Noite" em 3D e custou em torno de 70 milhões de dólares para ser produzida. O filme não convenceu os críticos e apenas 24 por cento deles fizeram comentários favoráveis no website Rotten Tomatoes. Mas a audiência questionada em uma pesquisa da empresa CinemaScore deu ao filme a nota A-.

Em segundo lugar, "Red Tails", uma história que se passa na Segunda Guerra Mundial, foi além das previsões do estúdio 20th Fox Century e faturou 19,1 milhões de dólares no mercado dos EUA e Canadá.

"Red Tails" tem nos papéis principais Terrence Howard e Cuba Gooding Jr em um drama sobre os pilotos Tuskegee -- um grupo de pilotos negros na Força Aérea norte-americana durante a Segunda Guerra Mundial. O produtor George Lucas gastou 58 milhões de dólares com a produção mais as despesas com marketing. A distribuidora havia previsto de 8 a 10 milhões de dólares em vendas de ingressos no fim de semana.

O vencedor do fim de semana passado, o suspense "Contraband" com Mark Wahlberg, terminou em terceiro lugar em seu segundo fim de semana, arrecadando 12,2 milhões de dólares.   Continuação...