Alemanha devolve relíquias antigas ao Iraque

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 15:24 BRST
 

BAGDÁ, 30 Jan (Reuters) - Um jarro de ouro de 6,5 mil anos, a parte de um machado de batalha e uma pedra proveniente de um palácio assírio estão entre as 45 relíquias devolvidas ao Iraque pela Alemanha nesta segunda-feira.

Os três objetos estão entre os milhares de itens roubados dos museus e sítios arqueológicos iraquianos no período que se seguiu à invasão liderada pelos Estados Unidos que derrubou Saddam Hussein, em 2003.

O minúsculo jarro de ouro, datado de 2.500 a.C., a ponta do machado de bronze, tabuletas de argila contendo escrita cuneiforme, um amuleto de metal e outros artefatos foram apreendidos pela polícia alemã em leilões públicos e devolvidos às autoridades iraquianas em uma cerimônia no Ministério das Relações Exteriores.

Alexander Schonfelder, vice-chefe da missão diplomática alemã no Iraque, disse que a lei alemã determina que qualquer artefato levado do Iraque após 1990 deve ser devolvido.

"Isso significa que o governo alemão tem o direito de confiscá-los e é isso o que fizemos, e os devolvemos ao Iraque", afirmou Schonfelder.

Acredita-se que cerca de 15 mil artefatos tenham sido roubados do Museu Nacional Iraquiano e outros milhares dos sítios arqueológicos depois do início da guerra de 2003.

(Por Aseel Kami)