Reino Unido libera filme "blasfemo" que passou 23 anos censurado

terça-feira, 31 de janeiro de 2012 19:49 BRST
 

LONDRES, 31 Jan (Reuters) - "Visions of Ecstasy", único filme a ser proibido no Reino Unido sob a alegação de blasfêmia, foi finalmente liberado para maiores de 18 anos, mais de duas décadas depois de ser produzido.

O curta-metragem de 19 minutos, dirigido por Nigel Wingrove, contém uma sequência em que uma personagem representando santa Teresa d'Ávila "interage sexualmente" com uma figura de Jesus crucificado, segundo nota divulgada na terça-feira pela Comissão Britânica de Classificação Cinematográfica (BBFC).

Uma porta-voz esclareceu que, apesar de esse ser o único filme proibido por blasfêmia, vários outros sofreram cortes que eliminaram cenas ofensivas.

Em 99 anos de história, a BBFC se recusou a liberar quase mil obras, mas muitas dessas proibições aconteceram nos primeiros anos, e hoje em dia geralmente só um ou dois trabalhos são vetados por ano.

"Visions of Ecstasy" foi originalmente submetido e censurado em 1989, e desde então se tornou uma causa célebre para os ativistas da liberdade de expressão. Em 2008, uma reforma na lei britânica aboliu os crimes de blasfêmia, que haviam servido de base para a proibição, segundo a BBFC.

O órgão acrescentou que, mesmo liberado, "o conteúdo do filme pode ser profundamente ofensivo para alguns espectadores".

Não se sabe se e quando "Visions of Ecstasy" será distribuído em vídeo.

(Reportagem de Mike Collett-White)