Depois da Barbie, Irã agora proíbe bonecos dos Simpsons

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 15:11 BRST
 

TEERÃ, 6 Fev (Reuters) - Os Simpsons estão corrompendo a moralidade dos jovens iranianos, disse uma autoridade da República Islâmica nesta segunda-feira, quando Bart, Homer e o restante da família norte-americana de desenho animado se uniram à Barbie numa lista de brinquedos ocidentais proibidos pelo governo do Irã.

"Os bonecos dos Simpsons são uma mercadoria de uma série animada, dos quais alguns episódios são até proibidos na Europa e na América", disse Mohammad Hossein Farjoo, cuja agência supervisiona com o que as crianças iranianas podem brincar, ao jornal Sharq. Ele não detalhou por que os episódios teriam sido censurados no exterior.

"Não queremos promover esse desenho ao importar os brinquedos", acrescentou Farjoo, cujo cargo é o de secretário para políticas no Instituto para o Desenvolvimento Intelectual de Crianças e Jovens Adultos em Teerã.

Embora a economia iraniana esteja enfrentando dificuldades com as sanções impostas pelo Ocidente por causa do programa nuclear do país, bens estrangeiros, incluindo brinquedos como a Barbie e os Simpsons, são vendidos amplamente. Os comerciantes dizem que os novos esforços para implementar as proibições acabam dificultando a obtenção das mercadorias e as lojas preferem não expor os brinquedos nas estantes.

(Reportagem de Mitra Amiri)