Azul-marinho substitui o preto na New York Fashion Week

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 12:47 BRST
 

Por Michelle Nichols

NOVA YORK, 8 Fev (Reuters) - O azul-marinho deve substituir o preto na passarela quando a New York Fashion Week começar na quinta-feira, com especialistas esperando tecidos ricos, casacos definidos na região do busto e alguns estilos dos anos 1920 inspirados por filmes como "O Artista".

Os vestidos continuarão a ter forte presença entre os mais de 90 estilistas que estarão mostrando suas coleções de outono 2012, dizem os especialistas, por causa do grande apelo aos consumidores, que estão mais ponderados e centrados no valor, enquanto os Estados Unidos emergem da recessão.

Um vestido é visto como mais tentador porque permite que as mulheres deixem de lado as medidas extras, e algumas vezes mais caras, de ter que coordenar saias ou calças com uma blusa ou camiseta.

"Os vestidos funcionam muito bem. Mulheres adoram um vestido", disse Ken Downing, diretor de moda da rede de luxo Neiman Marcus. "É uma maneira tão fácil de parecer deslumbrante. É um chique sem esforço... vai do café a coquetéis".

"O azul-marinho será o neutro da estação", disse.

Downing disse que alguns estilistas tiraram inspiração para um estilo modernizado do filme mudo "O Artista" e de "Meia-Noite em Paris" de Woody Allen - ambos indicados a vários prêmios da Academia - e da refilmagem de "O Grande Gatsby" pelo diretor Baz Luhrmann.

Mas ele previne que isso não significa uma volta imediata aos vestidos de cintura baixa que definiram os anos 1920.

"Muitos estilistas realmente entendem a importância de celebrar a forma da mulher e roupas que refletem suas curvas são sempre as mais populares", disse. "As mulheres passam muito tempo na academia... elas querem crédito por sua aparência".   Continuação...