Paródia de ficção científica sobre nazistas chega a Berlim

sábado, 11 de fevereiro de 2012 17:46 BRST
 

BERLIM, 11 Fev (Reuters) - A paródia de ficção científica finlandesa "Iron Sky" leva os espectadores a um selvagem passeio ao lado escuro da lua, onde nazistas que sobreviveram à Segunda Guerra Mundial construíram uma base militar e estão planejando um "Meteorblitzkrieg", ou guerra de meteoros, no planeta Terra.

O astronauta negro norte-americano James Washington, em uma missão para melhorar o debilitado destino eleitoral de uma presidente dos Estados Unidos, claramente inspirada em Sarah Palin, se depara com um gigante complexo em forma de suástica e é capturado.

Em suas loucas aventuras, que acontecem em 2018, o astronauta vê sua pele ficar branca por meio de um sósia de Albert Einstein, que o envia de volta para a Terra, onde é recebido como um lunático, e finalmente volta à lua para tentar salvar o dia e a sua pele.

O filme tem a sua estreia mundial oficial no Festival de Berlim, na parte não-competitiva, neste sábado.

Entre uma seleção de filmes tipicamente sombria e corajosa para o festival deste ano, Iron Sky está entre os mais falados por milhares de jornalistas que cobrem o evento.

O produtor Tero Kaukomaa afirmou que o financiamento veio de "fontes diversas", pela internet ou pela venda de mercadorias aos fãs.

Do orçamento de 7,5 bilhões de euros (9,89 bilhões de dólares), quase 1 milhão de euros foi levantando dessa forma, segundo ele, o que ajudou a trazer mais investidores convencionais a bordo.

O diretor Timo Vuorensola afirmou que a ideia original para o excêntrico roteiro nasceu em uma sauna finlandesa "onde todas as coisas boas da Finlândia normalmente estão".

Ele também dirigiu em 2005 o filme "Star Wreck: In the Pirkinning", outra comédia de ficção científica financiada por fãs, que levaram o filme a se tornar um "hit cult".   Continuação...