China emite normas que limitam programas de TV estrangeiros

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012 10:42 BRST
 

PEQUIM, 14 Fev (Reuters) - O órgão regulador da mídia na China lançou novas leis que proíbem a exibição de programas de televisão estrangeiros no horário nobre, como parte das medidas do país para encorajar a programação doméstica, reportou a mídia estatal nesta terça-feira.

Séries de televisão estrangeiras devem ter no máximo 50 episódios e o tempo corrido para uma série importada não deve exceder 25 por cento do tempo total que um determinado canal dedica para transmitir tais shows, o jornal oficial China Daily reportou.

A maioria das séries de TV estrangeiras que são exibidas em canais chineses são de Hong Kong, Taiwan, Coreia do Sul, Tailândia e Índia.

Programas norte-americanos são muito populares, mas grande parte dos espectadores os veem pela Internet ou por DVDS piratas que estão amplamente disponíveis a preços baixos nas ruas.

De acordo com o anúncio da Administração de Rádio, Filmes e Televisão do Estado, emissoras chinesas estão proibidas de transmitir programas estrangeiros entre as 19h e 22h, e não devem exibir "intensivamente" shows de apenas um país.

As emissoras também estão proibidas de transmitir programas não aprovados, produzidos por companhias de fora da China e séries estrangeiras que contenham material violento ou vulgar, afirmou o governo.

"Os órgãos regulatórios pelo país devem aumentar sua supervisão sobre a transmissão de programas estrangeiros em emissoras de TV em todos os níveis, e devem elevar as multas para aqueles que infringirem as leis", disse o anúncio.

O China Daily disse que a regulação era para "proteger os produtos culturais domésticos e ajudar a criar um ambiente favorável para programas de TV produzidos por empresas no continente chinês".

(Da Redação de Pequim)