Família, fãs e astros se reúnem para velar Whitney Houston

sábado, 18 de fevereiro de 2012 17:09 BRST
 

Por Christine Kearney e Jonathan Allen

NEWARK, Nova Jersey (Reuters) - Artistas, família e amigos se reuniram para velar a cantora Whitney Houston no seu funeral neste sábado, uma semana depois da morte repentina da cantora, cuja voz espetacular e o sucesso dos seus discos a tornaram uma das maiores estrelas pop da sua era.

Houston, que morreu num quarto de hotel em Beverly Hills na semana passada, gravou músicas de amor emocionantes e outras vibrantes e bem dançantes, ao longo dos seus 30 anos de carreira, cujo apogeu chegou com o lançamento do mega sucesso "I Will Always Love You" em 1992, que abriu o caminho para uma geração de cantoras que seguiram seus passos.

Convidados lotaram a cerimônia na igreja Batista New Hope Baptist Church, localizada num bairro modesto de Newark, N.J., sua cidade natal. Houston aperfeiçoou sua poderosa voz, cantando gospel no coral da igreja com sua mãe, Cissy Houston, que fazia "Backing Vocal" de Aretha Franklin.

"Seu legado é a sua música poderosa," disse o ativista de direitos civis, Reverendo Jesse Jackson aos repórteres do lado de fora da igreja.

Houston foi uma das maiores cantoras dos anos 80 e 90, mas sua vida pessoal e o casamento com o cantor Bobby Brown foram muito tumultuados. Ela admitiu ter abusado de cocaína, álcool, maconha e de medicamentos controlados.

Sua morte, aos 48 anos, chocou sua família, seus fãs e a indústria da música. Houston foi encontrada afogada na banheira de um hotel na véspera da entrega do prêmio da indústria da música, Grammy Awards. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Havia um forte esquema de segurança do lado de fora da igreja e as ruas foram isoladas. A polícia pediu aos fãs que ficassem em casa e assistissem ao funeral pela Internet ou pela TV, mas alguns apareceram mesmo assim, bem cedo, próximo às barreiras policiais, para tentar chegar o mais perto possível da cantora.

"Ela significava tanto para mim. Eu costumava sentar no meu quarto e cantar as músicas dela", disse Wendy Saunders, que veio de Detroit para homenagear Houston. Renée Taylor, de Baltimore, segurava um cartaz que dizia: "Você nos deu mais amor do que jamais haveremos de precisar."   Continuação...