Viviane Araújo mantém tradição em meio a vaivém de rainhas

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012 09:46 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Entre as novas levas de rainhas de baterias de ocasião que vão e vem, Viviane Araújo é uma das poucas que se mantém no posto. Ao lado de Luiza Brunet - a mais antiga rainha ainda em atividade no Carnaval, com 30 anos no posto, a salgueirense faz parte de uma geração que teve Luma de Oliveira como ícone, quando as musas tradicionalmente eram ligadas às escolas.

Nos últimos anos, no entanto, tornou-se comum em algumas escolas disponibilizar comercialmente o posto de rainha de bateria. Celebridades ocuparam de forma passageira um dos lugares de maior prestígio da Marques de Sapucaí - à frente do coração das escolas. A funkeira Vanessa Popozuda, a ex-participante de reality show Sabrina Sato e atrizes de novela são alguns exemplos de celebridades que ocuparam o posto de rainhas de bateria dos últimos anos.

Diplomática, Viviane diz que há lugar para todas. Ela fez sua estreia como rainha de bateria no Carnaval de 1997, no Império da Tijuca, e sua experiência e identificação - desde 2008 toca tamborim à frente da bateria do Salgueiro - fazem dela uma unanimidade entre o público e a mídia.

Todo esse traquejo não evita a ansiedade antes de pisar na avenida.

"Continuo ansiosa, dá aquele friozinho", disse ela a uma batalhão de jornalistas que a cercou assim que apareceu na Sapucaí, minutos antes do desfile do Salgueiro.

"Acho que é mais facil desfilar (do que dar entrevista), mas faz parte. Esse aqui é o meu momento, eu espero por isso o ano todo, estou muito feliz, agradeço a Deus por estar aqui... Eu vejo a resposta do público e para mim isso é maravilhoso", disse ela, feliz com a fantasia deste ano. "A mais linda e luxuosa que eu já tive na minha vida", afirmou.

Entre as rainhas de 2012, ao lado das experientes Viviane, Luiza Brunet (Imperatriz Leopoldinense) e Raíssa de Oliveira (na Beja-Flor desde 2003), estão as estreantes Ana Furtado (Grande Rio) e Antonia Fontenelle (Mocidade) e a modelo Gracyane Barbosa (Unidos da Tijuca), mulher do cantor Belo.

O luxo da fantasia de Viviane é digno de quem conserva há tempos a majestade. Na sua confecção, o traje que representa o Tesouro do Bando no enredo "Cordel Branco e Encarnado", ganhou 1.100 penas de faisão, cada uma delas com 64 cristais. "Hoje, aqui é o meu melhor momento", comemorou a rainha.

(Por Pedro Fonseca)

 
Rainha de bateria do Salgueiro, Viviane Araújo. 20/02/2012 REUTERS/Sergio Moraes