Show do Oscar volta à zona de conforto em 2012

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 16:12 BRST
 

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES, 23 Fev (Reuters) - Quando subir o pano para a cerimônia do Oscar, no domingo, o nervosismo irá tomar conta da plateia, como sempre, mas para quem estiver vendo pela TV certamente será um ano mais tranquilo.

Após várias edições tentando apimentar o prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas com apresentadores chamativos e badalados, o mestre de cerimônias neste ano, pela nona vez, será Billy Crystal, o que dá ao telespectador uma certa sensação de conforto e previsibilidade.

Os filmes favoritos -"O Artista", "Histórias Cruzadas" e "Os Descendentes"- reúnem familiaridade, comédia, amor, humanidade e triunfo do espírito, em contraste com os ganhadores de melhor filme nos anos anteriores, mais sombrios, como "Guerra ao Terror" e "Onde os Fracos Não Têm Vez".

E neste ano pode ser histórico nas categorias para atores.

Parece que os eleitores do Oscar tiraram uma lição do ganhador do ano passado, o alto-astral "O Discurso do Rei", ou talvez das plateias que preferem fábulas escapistas como "Avatar" a histórias de guerra e desgraça.

Seja como for, o eleitorado da academia parece em sincronia com o apetite dos fãs por entretenimento, e não há ninguém mais adequado para celebrar Hollywood do que Crystal, de 63 anos, astro cômico das décadas de 1980 e 1990, em filmes como "Harry e Sally" e "Amigos, Sempre Amigos".

"Billy é a versão como apresentador da comida saudável, saborosa e familiar, mas não muito picante", disse o colunista de cinema do Entertainment Weekly, Dave Karger.

Crystal e os produtores mantêm bico calado sobre o que ele tem na manga para a noite do Oscar. Mas é provável que o apresentador comece, como em outros anos, editando-se comicamente em um vídeo com cenas de filmes importantes.   Continuação...

 
Funcionários colocam o tapete vermelho em frente ao teatro onde acontecerá a cerimônia de entrega dos prêmios Oscar em Hollywood, na Califórnia, na quarta-feira. 22/02/2012 REUTERS/Danny Moloshok