Garth Brooks é aceito no Hall da Fama do country

terça-feira, 6 de março de 2012 17:07 BRT
 

Por Vernell Hackett

NASHVILLE, Estados Unidos, 6 Mar (Reuters) - A Associação da Música Country aprovou na terça-feira a inclusão de três artistas no seu Hall da Fama, incluindo o superastro Garth Brooks e os veteranos Connie Smith e Hargus "Pig" Robbins.

Brooks, que já vendeu mais de 128 milhões de álbuns no mundo todo, alcançou a fama na década de 1990, com trabalhos como "Ropin' the Wind" e "No Fences". Aos 50 anos de idade, ele será agraciado na categoria "Artista da Era Moderna".

Durante o anúncio oficial da homenagem, em Nashville, Brooks disse estar honrado com a homenagem, mas que considerava prematuro figurar no Hall da Fama, enquanto nomes como Randy Travis, Keith Whitley e Ricky Skaggs continuam de fora.

Ele reverenciou artistas como George Strait, Reba McEntire, Merle Haggard e George Jones, já incluídos no Hall da Fama. "Não se enganem, não acho que esteja nesse nível. Mas é bem legal ter seu nome listado com eles", afirmou.

O pianista Hargus "Pig" Robbins, 74 anos, expoente do chamado "som de Nashville" nas décadas de 1950 e 60, foi anunciado numa categoria para músicos de estúdio e palco.

Ele perdeu uma vista aos 2 anos de idade, e ficou totalmente cego aos 4. Ganhou o apelido de "porco" quando criança, ao fugir da aula e depois voltar "sujo como um porco", conforme comentário de um professor.

Connie Smith, 70 anos, foi escolhida na categoria "Era dos Veteranos". Ela ascendeu à fama na década de 1960, e se lançaria em carreira solo a partir de 1964, com o disco "Once a Day" - primeira cantora country a liderar a lista de discos da Billboard.