Clooney é preso em protesto anti-Sudão em Washington

sexta-feira, 16 de março de 2012 17:47 BRT
 

WASHINGTON, 16 Mar (Reuters) - O astro de Hollywood George Clooney foi preso nesta sexta-feira na embaixada do Sudão, em Washington, durante um protesto contra o bloqueio do país à ajuda humanitária.

Clooney, seu pai Nick e outros ativistas anti-Sudão ignoraram três alertas da polícia pedindo para que eles saíssem do terreno da embaixada e foram levados em um carro do Serviço Secreto algemados, disse um jornalista da Reuters que fazia a cobertura da manifestação.

O ator foi libertado sob pagamento de fiança. "Você nunca sabe se você está realizando algo ... esperamos que isso ajude", afirmou Clooney a repórteres após sua libertação, acrescentando que foi sua primeira prisão e que esperava ser a "última".

Na quinta-feira, Clooney afirmou em uma audiência do Senado que o governo precisava ser duro com o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, e duas outras autoridades sudanesas indiciadas pelo Tribunal Penal Internacional como parte de uma investigação das atrocidades em Darfur de agosto de 2003 a março de 2004.

Clooney estava protestando contra os esforços do Sudão para impedir que ajuda humanitária chegue à região fronteiriça volátil, onde o Exército está combatendo rebeldes alinhados com Sudão do Sul.

(Reportagem de Kevin Fogarty)

 
George Clooney é preso por desobediência civil após protestar na embaixada do Sudão em Washington. Clooney protestava contra o bloqueio do país à ajuda humanitária. 16/03/2012    REUTERS/Kevin Lamarque