Site reúne lados "cientista", "sonhador" e "amante" de Einstein

segunda-feira, 19 de março de 2012 18:53 BRT
 

Por Ari Rabinovitch

JERUSALÉM, 19 Mar (Reuters) - Numa velocidade que ele mal poderia imaginar, documentos privados e pensamentos íntimos de Albert Einstein em breve estarão chegando à Internet -o que inclui devaneios políticos, cartas secretas à sua amante e um rabisco da célebre fórmula "E=mc2".

Passados 57 anos da morte do físico ganhador do Nobel, uma universidade israelense que o teve como cofundador disponibiliza a partir de segunda-feira pela Internet cerca de 80 mil documentos que Einstein legou à instituição em testamento.

A Universidade Hebraica de Jerusalém diz que ainda irá ampliar o site alberteinstein.info, com o objetivo de no futuro digitalizar todo o arquivo do cientista.

Um dos itens de maior destaque é o raríssimo manuscrito da equação proposta por Einstein na sua Teoria da Relatividade Especial (1905), E=mc2 (ou seja, a energia é igual à massa vezes a velocidade da luz ao quadrado).

Mas igualmente curioso é o lote com duas dúzias de cartas, previamente publicadas, que Einstein escreveu para aquela que seria a sua segunda mulher -numa época, porém, em que ele ainda estava casado em primeiras núpcias.

Outro documento curioso é a idealista proposta de 1930 para a criação de um "conselho secreto" entre judeus e árabes para levar a paz ao Oriente Médio.

No momento, estão disponíveis apenas alguns documentos anteriores a 1923, quando Einstein tinha 44 anos. O site contém a digitalização dos textos originais, escritos em alemão, com notas e traduções em inglês.

Hanoch Gutfreund, chefe da comissão que supervisiona o arquivo, disse que o site "vai ser não só algo para satisfazer a curiosidade dos curiosos, mas será também uma grande ferramenta de educação e pesquisa para acadêmicos".   Continuação...