Sheen volta às telas aproveitando a fama de mau

quarta-feira, 28 de março de 2012 20:53 BRT
 

Por Ronald Grover

LOS ANGELES, 28 Mar (Reuters) - Um ano depois da sua derrocada pública, Charlie Sheen está deixando o purgatório de Hollywood em grande estilo, ao aparecer em dois comerciais e preparar a estreia de um novo programa de TV - sempre aproveitando a imagem de "bad boy" que tantos problemas já lhe causou.

O ator foi demitido em março de 2011 da série cômica "Two and a Half Men", depois de uma série de incidentes que culminou com uma agressão verbal contra o criador do programa, Chuck Lorre.

Agora Sheen, de 46 anos, virou garoto-propaganda da operadora DirectTV e da Fiat. Num comercial do Fiat 500 Abarth, ele corre com o carro por uma mansão e exalta os prazeres da "prisão domiciliar".

"Ele é quem ele é, não vamos mudar isso", disse seu empresário Mark Burg, que no ano passado organizou uma série de aparições dele em programas de TV em que o ator demonstrou arrependimento e buscou relançar sua imagem.

Essa empreitada terá um novo capítulo em 28 de junho, quando vai ao ar pelo canal FX "Anger Management" ("gestão da raiva"), título bastante adequado, baseado em um filme homônimo de 2003. O canal disse que Sheen irá interpretar um jogador de beisebol cuja ascensão na carreira é atrapalhada pela dificuldade que ele tem de lidar com a raiva.

Depois de buscar ajuda, o personagem se torna um "terapeuta não-tradicional especializado em gestão da raiva".

Ao apresentar a atração em janeiro, o presidente do FX, John Landgraf, reconheceu as dificuldades que Sheen enfrentou nos últimos anos com o álcool e as drogas. "Somos uma rede que gosta de assumir riscos", afirmou.

Continuando o plano de relançamento da carreira, Sheen vai na quinta-feira ao programa "Today", e na sexta deve aparecer no "The Wendy Williams Show".   Continuação...