April 2, 2012 / 4:02 PM / 5 years ago

Procurador-chefe do TPI apoia grupo que produziu "Kony 2012"

4 Min, DE LEITURA

Por Mary Slosson

LOS ANGELES, 2 Abr (Reuters) - O procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI),Luis Moreno-Ocampo, deu seu apoio neste fim de semana ao Invisible Children, grupo por trás do vídeo de sucesso "Kony 2012, ao promover a iniciativa do grupo para membros de Hollywood.

Um grupo de cineastas, produtores e atores se reuniram na casa do diretor de "Independence Day", Roland Emmerich, na noite de sábado, para um jantar dedicado ao procurador-chefe do primeiro tribunal permanente de crimes de guerra do mundo.

O promotor aproveitou a oportunidade para introduzir aos participantes Jedidiah Jenkins, o diretor de ideologia do Invisible Children, e incentivá-los a apoiar o ativismo do vídeo online.

"Eu amo Invisible Children. Eu os amo", disse Moreno-Ocampo à Reuters depois de abraçar Jenkins no jantar. "O vídeo está fazendo uma grande mudança em parar Joseph Kony, eu acredito."

Kony, acusado de aterrorizar Uganda há duas décadas, é procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra. Ele é acusado de sequestrar crianças para usar como combatentes e escravos sexuais e acredita-se que ele goste de cortar membros de pessoas.

Moreno-Ocampo e Jenkins se conheceram depois que o tribunal indiciou Joseph Kony em 2005, e Moreno-Ocampo foi mentor de Jenkins e de outros membros do Invisible Children informalmente ao longo dos anos.

O vídeo "Kony 2012" provocou críticas, com alguns chamando de representação enganosa e simplista dos acontecimentos atuais em Uganda.

A organização tomou outro golpe quando seu fundador, Jason Russell, sofreu um colapso público em março que os médicos descreveram como um colapso psicótico breve.

"Ele está no caminho da recuperação. Vai levar meses, dizem os médicos, mas ele está se recuperando", afirmou Jenkins, acrescentando que a unidade de cuidados onde Russell está não deixará ele se envolver muito com a organização no futuro próximo.

Na noite de sábado, Moreno-Ocampo apresentou Jenkins para os ativistas de Hollywood e elogiou o vídeo "Kony 2012", que foi visto por 100 milhões de pessoas em apenas seis dias depois de seu lançamento no início de março.

"O filme do Invisible Children está aumentando o interesse social que as instituições precisam para alcançar resultados", disse Moreno-Ocampo à Reuters e à AFP em uma entrevista exclusiva no início do dia.

"O Invisible Children vai, acredito, levar à detenção de Joseph Kony este ano", disse ele.

O Invisible Children está avançando enquanto Russell continua a sua recuperação, afirmou Jenkins.

Jenkins disse que um vídeo "Kony 2012, Parte 2" deve ser lançado na terça-feira. A intenção é atingir o público internacional com mais detalhes sobre o Exército de Resistência do Senhor de Kony e mais vozes da República da África Central e da República Democrática do Congo, onde o exército se baseia atualmente, disse ele.

Moreno-Ocampo, que está prestes a se aposentar do Tribunal, saudou o compromisso de uma nova geração com a justiça internacional.

"É um novo mundo. Em todo o mundo, a nova geração diz: 'Pare de ignorar os crimes cometidos pelos nossos líderes'. Nós não podemos viver num mundo assim. E esta é minha missão também", disse Moreno-Ocampo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below