2 de Abril de 2012 / às 17:33 / em 6 anos

Oprah admite "101 erros" com canal de TV mas promete continuar

Por Christine Kearney

NOVA YORK, 2 Abr (Reuters) - Oprah Winfrey admitiu nesta segunda-feira que havia cometido erros ao criar seu canal a cabo, mas prometeu que a rede de televisão OWN ainda terá sucesso com uma nova estratégia.

A apresentadora de talk show, que recentemente demitiu 30 funcionários da rede criada há 15 meses após baixa audiência, disse ao programa “CBS This Morning” que tinha se preparado mal para o empreendimento.

“A ideia de criar uma rede era algo que eu queria fazer, se eu soubesse que isso era difícil, eu poderia ter feito outra coisa”, disse ela ao programa matinal.

Oprah, de 58 anos, parecia não ter limites na sua carreira com um reinado de 25 anos à frente do “The Oprah Winfrey Show”, mas quando questionada se ela seriamente nunca teria assumido o projeto, ela respondeu: “Ah, totalmente.”

“Eu não achei que seria fácil ... mas se eu soubesse o que sei agora eu poderia ter feito algumas escolhas diferentes. Eu diria que se eu estivesse escrevendo um livro sobre isso, eu poderia chamar o livro de ‘101 erros’.”

Quando foi perguntada sobre os principais erros, ela mencionou “o lançamento quando realmente não estávamos prontos para lançar”. “É como fazer um casamento, quando você sabe que não está pronta e você está entrando na cerimônia e está dizendo, ‘Eu não sei... talvez deveríamos ter adiado’”.

A OWN, uma joint venture entre Oprah e a Discovery Communications, tem tido dificuldades para encontrar um público considerável desde o seu lançamento em janeiro de 2011.

Mas ela se defendeu dizendo que tinha inicialmente advertido a Discovery de que “a coisa que mais me preocupa é quem vai comandar esse trem, porque eu não posso fazê-lo.”

A OWN teve aumento de 21 por cento no total de espectadores diários no primeiro trimestre de 2012 após Oprah aparecer mais no canal. Mas o canal ainda atrai apenas 180.000 espectadores por dia.

Em março, a rede demitiu 30 funcionários de produção e cancelou o programa de entrevistas da comediante Rosie O‘Donnell depois de apenas cinco meses devido à baixa audiência.

Oprah admitiu que, juntamente com as demissões, notícias ruins na mídia sobre as dificuldades do canal tinham chateado, mas depois acrescentou que atualmente se sentia melhor sobre sua rede do que em qualquer momento antes.

“Nossa estratégia é fazer o que deveríamos ter feito no início, que é a construção de um show, uma hora, uma noite de cada vez e depois passar para a próxima noite”, disse ela.

Recentemente, Oprah impulsionou a audiência no horário nobre com entrevistas importantes, incluindo a família de Whitney Houston, Lady Gaga, o roqueiro Steven Tyler e o pastor Joel Osteen.

Quando perguntada se o público veria mais aparições dela, ela respondeu: “Eu disse desde o início, este canal não pode ser baseado em cima de mim, tem que ser baseado em minha filosofia, minhas ideias” e prometeu não acabar com a rede ou com seus objetivos gerais de vida.

“Eu acredito que eu estou aqui para cumprir uma vocação, porque eu sou uma mulher afro-americana que tem sido tão abençoada no mundo, que nunca vai ser o momento de desistir”, disse ela.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below