Corpo de artista Thomas Kinkade passará por autópsia nesta 2a

segunda-feira, 9 de abril de 2012 09:25 BRT
 

LOS ANGELES, 9 Abr (Reuters) - Um médico legista da Califórnia deve conduzir a autópsia de Thomas Kinkade nesta segunda-feira, três dias após a morte inesperada do famoso pintor norte-americano.

Kinkade, cujas cenas rústicas e luminescentes cativaram milhões mesmo quando críticos zombavam, morreu sozinho em sua casa em Los Gatos, no norte da Califórnia, aparentemente por causas naturais, de acordo com o porta-voz da família David Satterfield. O artista tinha 54 anos.

O legista do condado de Santa Clara irá realizar a autópsia. Autoridades não deram mais detalhes sobre o caso.

Kinkade era considerado o artista vivo mais colecionado nos EUA, com pinturas suas em estimadas 20 milhões de residências norte-americanas. Ele era cristão e com frequência retratava cenas da Bíblia. Seu trabalho expressava um idealismo sadio.

Porém, um lado mais obscuro do artista transpareceu em reportagens do Los Angeles Times e San Jose Mercury News durante o fim de semana, que citaram problemas com álcool, incluindo uma prisão em 2010, e acusações de fraude por dois proprietários de galerias que custaram para a empresa de Kinkade 860 mil dólares em danos.