EUA devolvem tela de 474 anos a herdeiros de proprietário judeu

quarta-feira, 18 de abril de 2012 19:52 BRT
 

TALLAHASSEE, Estados Unidos, 18 Abr (Reuters) - Uma tela de 474 anos confiscada pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial foi devolvida na quarta-feira, após 15 anos de negociações, aos herdeiros do seu antigo proprietário, um judeu italiano.

A tela "Cristo Carregando a Cruz Arrastado por um Patife", pintada por volta de 1538 pelo artista italiano Girolamo de Romani, foi um dos 70 itens da coleção de Frederico Gentili di Giuseppe a serem roubados pelos nazistas durante a ocupação da França.

Di Giuseppe, um judeu italiano radicado em Paris, morreu em 1940, de causas naturais, um mês antes da invasão nazista na França. Na ocasião, seus filhos e netos já haviam fugido do país.

A coleção foi vendida em 1941 pelo governo nazista francês de Vichy. Em 1997, os netos de Di Giuseppe abriram um processo para recuperar as obras.

A pintura era uma das mais de 50 peças emprestadas pela Pinacoteca di Brera, em Milão, ao Museu Mary Brogan de Arte e Ciência, em Tallahassee (Flórida). Ela estava desde novembro sob proteção do governo dos EUA.

"Setenta anos é muito tempo, mas (a devolução) mostra que nunca é tarde para corrigir um erro", disse Susan McCormick, agente do Departamento de Segurança Doméstica dos EUA, responsável pela entrega.

(Por Michael Peltier)