ESTREIA-"Exótico Hotel Marigold" encanta com romantismo na Índia

quinta-feira, 10 de maio de 2012 11:47 BRT
 

SÃO PAULO, 10 Mai (Reuters) - O diretor britânico John Madden costuma se dar melhor com filmes de época, como seu trabalho mais famoso e premiado, "Shakespeare Apaixonado", que conquistou sete Oscar em 1999 -- inclusive um que ficou amargo para o Brasil, o de melhor atriz para Gwyneth Paltrow, derrotando a brasileira Fernanda Montenegro, que concorria por sua atuação em "Central do Brasil".

Madden, ao contrário da "maldição do Oscar" que parece ter afetado a carreira de Paltrow, que nunca mais fez nada de impacto semelhante, continua firme na mão delicada para conduzir histórias agradáveis para todos os públicos, como faz em seu novo trabalho, a comédia "O Exótico Hotel Marigold".

Um dos segredos do diretor é trabalhar com elencos de reputação acima de qualquer suspeita, o que é fácil aqui, já que a própria necessidade da história, adaptada de romance de Deborah Moggach, requer a escalação de veteranos.

Mais uma vez Madden une-se à mesma Judi Dench que tanta sorte tem dado quando se une ao cineasta, conquistando um Oscar de coadjuvante (pelo mesmo "Shakespeare Apaixonado") e uma de suas outras cinco indicações, aqui como melhor atriz, por outro filme dele, "Sua Majestade, Mrs. Brown", em 1997, em que ficava em cena não mais do que oito minutos.

Na pele de Evelyn Greenslade, Judi Dench dá partida a este novo enredo, encarnando uma viúva que precisa juntar os cacos de sua vida. O marido a deixou arruinada e ela não tem o menor traquejo para renegociar suas dívidas, já que era ele quem cuidava de tudo. Cuidava bem mal, como ela descobre tarde demais.

Ela decide vender sua casa e partir para uma guinada radical, uma viagem inédita à Índia, onde pensa encontrar do outro lado do mundo um hotel fantástico, o Marigold, com todo conforto para hóspedes sêniores. Juntam-se a ela os demais sonhadores da mesma geração, o casal Douglas (Bill Nighy) e Jean (Penelope Wilton), os incuráveis românticos Madge (Celia Imre) e Ronald (Norman Cousins) e o juiz aposentado Graham (Tom Wilkinson).

A única integrante baixo-astral é Muriel (Maggie Smith), que tem sérios preconceitos contra estrangeiros mas acaba indo, já que na Índia ficará mais barato o tratamento médico de que ela precisa para a reparação de seu quadril.

Já na viagem rumo a Jaipur, a cidade onde fica o hotel, começam os problemas. O grupo inglês fica retido num aeroporto, à espera de uma conexão que nunca chega, e decide ir de ônibus, entrando em contato com uma realidade exótica e bastante bagunçada. Mas os aposentados estão levando tudo na esportiva. A surpresa mesmo é quando chegam ao Hotel Marigold que, ao contrário das fotos do site, é uma casarão bastante arruinado.

O dono do hotel, o jovem Sonny (Dev Patel, de "Quem Quer Ser um Milionário"), faz das tripas coração para não perder o lote de clientes de que ele está bem necessitado para levantar o estabelecimento. Ele tanto insiste, esbanjando simpatia, que conquista a maioria e todos acabam ficando. Afinal, eles não têm mesmo nada melhor para fazer e a misteriosa Índia promete emoções novas.   Continuação...