Festival de Cinema de Cannes abre as cortinas com comédia e caos

terça-feira, 15 de maio de 2012 18:42 BRT
 

Por Mike Collett-White

CANNES, França, 15 Mai (Reuters) - A comédia vai dominar a abertura do Festival de Cinema de Cannes na quarta-feira, com a fantasia infantil de Wes Anderson "Moonrise Kingdom" em uma briga com o alter ego anárquico de Sacha Baron Cohen, o General Aladeen, pela atenção da mídia mundial.

Milhares de jornalistas e executivos de cinema estão no glamuroso resort Riviera para 12 dias agitados de sessões de cinema, tapetes vermelhos, festas e negócios, e o primeiro dia é típico dos confrontos diários que eles enfrentam.

O filme de Anderson, estrelado por Bruce Willis e Bill Murray, é o filme oficial de abertura da competição principal, garantindo um lançamento espetacular com uma exibição para a imprensa, briefing de notícias, entrevistas e estreia de gala no tapete vermelho na noite de quarta-feira.

No entanto, apenas a um curto passeio ao longo da famosa Avenida Croisette, Baron Cohen também estará em ação com uma entrevista coletiva própria, no ostentoso Hotel Carlton, para promover seu mais recente filme "“O Ditador".

A julgar pelo seu senso de humor ultrajante e visão teatral, o comediante britânico pode roubar grande parte do centro das atenções ao adotar o caráter de Aladeen, um ditador cruel norte-africano parcialmente inspirado pelos levantes da Primavera Árabe.

Em meio às brincadeiras e festas noturnas, no entanto, há muito trabalho a ser feito, com um mercado gigante apresentando centenas de filmes e esperando desafiar a crise econômica em muitos países da Europa com uma onda de vendas.

"A situação econômica na Europa não está ótima, mas isso significa que temos de esquecer o sonho?", disse Thierry Fremaux, encarregado geral do festival. "A crise (econômica) não é a crise deste ano", afirmou ele à Reuters.

"Estamos há cinco anos em crise na Europa", acrescentou. "Mas temos de encontrar uma maneira de dar ao povo sonhos e dizer que, mesmo na década de 1930 após a grande crise, o cinema estava em muito boa forma."   Continuação...

 
Palácio onde acontecerá o Festival de Cinema de Cannes, na França, nesta terça-feira. 15/05/2012 REUTERS/Christian Hartmann