Esqueleto de dinossauro é vendido por US$1 mi em leilão nos EUA

segunda-feira, 21 de maio de 2012 10:32 BRT
 

21 Mai (Reuters) - O esqueleto quase intacto de um tiranossauro foi leiloado por 1,05 milhão de dólares no domingo em Nova York, mas a venda foi contestada pelo governo da Mongólia.

O "Tyrannosaurus bataar", pequeno primo asiático do temido "Tyrannosaurus Rex", viveu há cerca de 80 milhões de anos e media 2,4 metros de altura e 7,3 de comprimento, segundo a casa de leilões Heritage Auctions.

O esqueleto foi descoberto no deserto de Gobi, que abrange o norte da China e sul da Mongólia. Greg Rohan, presidente da casa de leilões, disse não saber em qual país o esqueleto foi achado, mas que o material entrou legalmente nos EUA.

A peça está 75 por cento completa, e a cabeça está 80 por cento, segundo David Herskowtiz, diretor do departamento de história natural da Heritage. Segundo ele, esqueletos expostos em museus raramente passam de 50 por cento de autenticidade.

A Heritage não revelou o comprador, que fez o lance por telefone. A venda só será concluída depois da tramitação de uma ação judicial movida na semana passada pelo governo mongol, que obteve uma liminar contra o leilão.

Robert Painter, advogado de Houston que representa a Mongólia no caso, se disse surpreso com a realização do leilão, "particularmente com o juiz (que expediu a liminar) ao telefone, ouvindo e pronto para explicar sua decisão".

Rohan disse que a liminar era do Texas, e por isso não tinha validade em Nova York. Ele afirmou, porém, que a Heritage concordou em não completar a venda enquanto a Justiça não se manifestar.

(Reportagem de Marice Richter)