Armani não tem planos de vender grife--jornal

quinta-feira, 24 de maio de 2012 08:19 BRT
 

MILÃO, 24 Mai (Reuters) - Giorgio Armani está vendo um crescimento de dois dígitos em seus negócios e não tem planos de se desfazer agora de sua grife, disse o estilista de 77 anos em entrevista a um jornal italiano em que comenta que vai ampliar presença no Brasil.

Armani afirmou ao Il Sole 24 Ore que segue ainda pessoalmente envolvido em todas as decisões de seu grupo.

"No momento... Eu estou resistindo a todas as tentações (de vender), há certamente muitas, mas elas não me atraem", disse Armani quando perguntado se eventualmente venderia a grife para uma gigante francesa como a parceira l'Oreal.

Os comentários de Armani surgiram quase um ano depois que as italianas Prada e Salvatore Ferragamo lançaram suas ofertas públicas iniciais de ações (IPO).

Em 2011, a Armani registrou crescimento de 13,6 por cento nas receitas, para 1,8 bilhão de euros, e caixa de 643 milhões de euros.

Armani afirmou que a companhia continuará a se concentrar na China, onde as vendas cresceram cerca de 45 por cento no ano passado.

"Mas estamos prontos para expandir nossa presença no Brasil, sem esquecer mercados tradicionais como os Estados Unidos", disse ele.

(Por Stephen Jewkes)