Atração científica é a menina dos olhos de Morgan Freeman

sexta-feira, 1 de junho de 2012 20:12 BRT
 

Por Jordan Riefe

LOS ANGELES, 1 Jun (Reuters) - O premiado ator Morgan Freeman completa 75 anos nesta sexta-feira, mas nem pensa em reduzir o ritmo. Nos próximos meses ele será visto num novo filme do personagem Batman, e atualmente está rodando "Oblivion", épico de ficção científica no qual contracena com Tom Cruise.

Mas, em meio a tantos compromissos, ele encontra tempo para um projeto pessoal, o programa de TV "Through the Wormhole with Morgan Freeman" ("No buraco dos vermes com Morgan Freeman"), cuja terceira temporada estreia em 6 de junho no canal Science. Freeman é o produtor-executivo e apresentador da série.

Em episódios intitulados "O que é o nada?" e "Podemos ressuscitar os mortos?", os realizadores entrevistam físicos, biólogos, astrônomos e outros acadêmicos que exploram teorias modernas sobre as grandes questões da vida.

Recentemente, Freeman falou à Reuters sobre o programa.

P.: O sr. faz algumas perguntas provocativas. De onde vêm suas ideias?

R.: Elas chegam até a gente por um monte de lugares. Às vezes você acorda no meio da noite ou está lá deitado e algo lhe ocorre, "e se?", ou "por que não podemos?". E você simplesmente faz as perguntas nas sessões e as joga por aí - sessões com roteiristas, produtores, diretores. Vamos aos cientistas para receber sua contribuição - toda essa gente que tem pensado sobre essas questões. Sempre dá para encontrar alguém que esteja pensando em alguma pergunta que você queria fazer.

P.: Qual é a pergunta com a qual o sr. mais quer lidar no programa?

R.: Tem uma que eu continuo fazendo. Há uma diferença - mantenho que há - entre espaço e universo? Em outras palavras, os cientistas do (telescópio espacial) Hubble dizem que o universo está se expandindo. E se o universo está se expandindo, é preciso que haja algo onde se expandir. Ele está avançando sobre o quê?   Continuação...