Adaptação de filme romântico irlandês domina prêmio teatral Tony

segunda-feira, 11 de junho de 2012 11:44 BRT
 

Por Christine Kearney e Chris Michaud

NOVA YORK, 11 Jun (Reuters) - A história de sucesso do filme irlandês "Apenas Uma Vez" ("Once") aumentou no domingo, quando sua adaptação para os palcos ganhou várias categorias do prêmio Tony, a principal honraria da Broadway.

O filme independente, de 2006, chegou a disputar o Oscar, e sua versão teatral foi ainda mais longe, levando oito troféus, incluindo os de melhor musical, melhor ator de musical (Steve Kazee) e melhor diretor (John Tiffany).

"'Apenas Uma Vez' é uma história sobre como, quando as pessoas acreditam em si, elas podem avançar na vida, e muita gente acreditou neste projeto", disse Tiffany ao receber o prêmio.

Kazee, contendo as lágrimas, lembrou que seus colegas de elenco o ajudaram a superar a morte da sua mãe, no começo da temporada da peça.

"Clybourne Park", sátira sobre as relações raciais, foi escolhida a melhor peça. Ela já havia recebido o Pulitzer de melhor drama em 2011.

O britânico James Corden surpreendeu o favorito Philip Seymour Hoffman e ficou com o troféu de melhor ator teatral por seu papel na comédia "One Man, Two Guvnors".

Nina Arianda, formada há poucos anos como atriz pela Universidade de Nova York, confirmou seu status como mais jovem estrela de Hollywood, e foi eleita melhor atriz por sua sensual atuação em "Venus In Fur".

Mike Nichols, conhecido também por seu trabalho como diretor de cinema, foi premiado pela direção de "A Morte do Caixeiro-Viajante", de Arthur Miller. Nichols já recebeu seis Tonys de direção, um recorde, e outros dois como produtor.   Continuação...

 
Produtores do musical “Apenas Uma Vez” comemoram após ganharem o prêmio de “Melhor Musical” no Tony Awards, em Nova York. 10/06/2012 REUTERS/Lucas Jackson