ENTREVISTA-Barão de "Dallas" odeia botas de caubói

terça-feira, 12 de junho de 2012 12:00 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES, 12 Jun (Reuters) - O conivente barão do petróleo do Texas J.R. Ewing, interpretado por Larry Hagman, ajudou a transformar o seriado "Dallas" em um sucesso mundial mais de 30 anos atrás, e deu à televisão um de seus vilões mais sedutores e infames.

Hagman, agora com 80 anos, está colocando suas botas, seu sorriso malvado e seu chapéu de caubói para uma nova versão da série de TV, que será transmitida nos Estados Unidos a partir de 13 de junho no canal a cabo TNT.

O veterano da TV sentou-se com a Reuters recentemente para falar sobre o retorno ao rancho Southfork, sua paixão fora da tela por energia alternativa e seu ódio por botas de caubói.

Pergunta: Qual foi sua primeira reação quando essa nova versão de "Dallas" foi apresentada a você?

Resposta: "Eu disse, 'quem está no show?' e eles disseram Linda Gray, Patrick Duffy. Eu disse 'negócio fechado' antes mesmo de ver o roteiro. Nós somos amigos. Somos tipo os três mosqueteiros. Nós gostamos de trabalhar um com o outro."

P: Foi difícil voltar para o personagem J.R. depois de todos esses anos?

R: "Foi como voltar para casa. Não é nenhuma dificuldade entrar no personagem. Eu não sei mais quanto é o personagem e quanto sou eu."

P: Quanto você pode nos contar sobre o enredo do novo show? J.R. ficou um pouco mais brando?   Continuação...