Livro mórmon raro roubado no Arizona é achado em Washington

quarta-feira, 13 de junho de 2012 10:31 BRT
 

Por Gregory Schwartz

PHOENIX, 13 Jun (Reuters) - Um raro exemplar da primeira edição do "Livro de Mórmon", texto sagrado dos seguidores dessa religião, foi recuperado na terça-feira em Washington, e um suspeito de tê-lo roubado em maio foi preso, informaram autoridades.

O volume de 1830, encadernado em couro e avaliado em 100 mil dólares por sua proprietária original, foi encontrado durante uma busca com ordem judicial no apartamento do suspeito Jay Linford, nos arredores da capital norte-americana.

Linford foi preso por não pagar uma fiança de 40 mil dólares, e pode ser extraditado para o Arizona.

"Linford é conhecido da vítima e esteve presente na livraria dela na época do furto", disse em nota a polícia da cidade de Mesa, no Arizona.

Helen Schlie, de 88 anos, dona da livraria onde o furto aconteceu, disse na terça-feira à Reuters que Linford era "um amigo muito próximo", que lançou em 2006 um livro de poemas dela e planejava editar outros sete.

"Isso realmente machuca o meu coração", disse a livreira numa rápida entrevista telefônica. "Ele é da idade dos meus netos. É tristíssimo para mim."

Schile, mórmon convertida, não quis fazer mais comentários.

"O Livro de Mórmon" é um texto sagrado para os seguidores da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Seu autor e fundador da igreja, Joseph Smith, dizia que se tratava de uma tradução de antigos textos "egípcios reformados" que ele teria encontrado, sob orientação de um anjo, em bandejas de ouro enterradas numa caixa de pedra perto da sua casa, no Estado de Nova York.