Henry Hill, mafioso que inspirou filme, morre aos 69

quarta-feira, 13 de junho de 2012 18:56 BRT
 

13 Jun (Reuters) - Henry Hill, mafioso que virou informante do governo e inspirou o livro "Os Bons Companheiros" e sua adaptação cinematográfica, morreu na terça-feira num hospital de Los Angeles, aos 69 anos, após uma prolongada doença, segundo o filho da sua noiva.

"Henry era um dos sujeitos mais tranquilos que já existiram", escreveu Nate Caserta, filho de Lisa Schinelli Caserta, no seu Facebook. "Destrói meu coração saber que nunca mais vou conversar com ele."

Hill foi, entre as décadas de 1960 e 80, ligado à família mafiosa Lucchese, de Nova York. Na sua mais famosa ação mafiosa, em 1978, ele roubou 5 milhões de dólares da Lufthansa no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York.

Depois de se tornar informante do FBI e entrar para o programa governamental de proteção de testemunhas, Hill depôs contra seus ex-chefes do crime. A história dele foi contada por Nicholas Pileggi num livro de 1986, adaptado para o cinema por Martin Scorsese em 1990. Hill foi vivido na tela por Ray Liotta.

(Reportagem de Barbara Goldberg)