Pioneira da indústria musical, Frances Preston morre aos 83 anos

quarta-feira, 13 de junho de 2012 21:28 BRT
 

LOS ANGELES, 13 Jun (Reuters) - Frances Preston, pioneira da indústria musical e ex-presidente e chefe-executiva da gravadora BMI, morreu nesta quarta-feira de insuficiência cardíaca aos 83 anos em sua casa em Nashville, nos Estados Unidos, afirmou a gravadora.

Integrante do Hall da Fama da Música Country, Frances foi uma liderança na indústria musical durante as seis décadas em que lutou pelos direitos autorais de compositores e para o crescimento de sua empresa na representação de um grupo diversificado de talentos.

O cantor Kris Kristofferson chamou Frances de "o anjo da guarda dos compositores" e a revista Fortune disse que ela foi "uma das verdadeiras potências da indústria da música pop."

Nascida em Nashville em 27 de agosto de 1928, ela começou a sua carreira na emissora de rádio local WSM. Frances foi contratada para abrir o escritório regional da BMI no sul do país em 1958.

Foi promovida a vice-presidente em 1964, nomeada presidente e CEO em 1986 e se manteve no cargo até 2004. Durante sua gestão, os pagamentos de royalties para compositores e editores aumentaram.

Frances Preston deixa três filhos, Kirk, David e Donald, seis netos e um bisneto.

(Reportagem de Vernell Hackett)