Soderbergh se diz cansado de fazer "filmes importantes"

terça-feira, 26 de junho de 2012 13:36 BRT
 

Por Zorianna Kit

LOS ANGELES, 26 Jun (Reuters) - Começou a contagem regressiva de seis meses para o período sabático autoimposto pelo cineasta Steven Soderbergh, então o que o diretor premiado com o Oscar vai fazer com todo esse tempo livre das filmagens?

Um livro está em andamento, contou Soderbergh, e ele pode levar seu talento para TV ou mesmo para os palcos. Uma coisa é certa, ele está cansado de fazer o que chamou de "filmes importantes".

"Eu estou planejando isso há cinco anos ... Eu me dei uma data para tirar folga e eu estou dentro da programação. Eu viro abóbora em janeiro", disse Soderbergh à Reuters antes da estreia do seu filme "Magic Mike", sobre um stripper masculino, estrelado por Channing Tatum.

Soderbergh, que ganhou um Oscar por dirigir o drama de 2000 "Traffic" e entrou no mapa de Hollywood com o filme independente de 1989 "Sexo, Mentiras e Videotape", disse que decidiu pelo período sabático após filmar "Che", sobre o argentino revolucionário Che Guevara, estrelado por Benicio del Toro.

Ele também prometeu depois da difícil filmagem de "Che" que só trabalharia em projetos que seriam "divertidos".

"Eu definitivamente senti que não tinha o desejo de conscientemente fazer algo que seria visto como 'importante'', disse Soderbergh. "('Che') totalmente tirou isso do meu sistema. Eu não quero mais fazer nenhum filme importante."

Depois de "Magic Mike", Soderbergh vai terminar seus projetos existentes: o thriller "The Bitter Pill", com Tatum e Rooney Mara, e o filme da HBO "Behind the Candelabra", que começa a ser rodado no meio do ano com Michael Douglas e Matt Damon.

"Depois que eu tirar meu período sabático autoimposto, se eu for voltar e fazer alguma coisa, eu acho que é mais provável que seja na televisão do que um filme", disse ele.   Continuação...