Ator Ernst Borgnine morre aos 95 anos em Los Angeles

segunda-feira, 9 de julho de 2012 15:50 BRT
 

Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - O ator norte-americano Ernest Borgnine, cujo tipo físico o levou a ficar célebre por papéis de durão no cinema, morreu no domingo, aos 95 anos, segundo seu assessor de imprensa, Harry Flynn. Embora tenha ficado famoso por interpretar tipos maus, como no filme "A um Passo da Eternidade", ele ganhou um Oscar pelo papel de um solitário sensível em "Marty".

O ator faleceu no Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, de acordo com Flyyn.

Veterano da Marinha dos EUA, Borgnine se tornou nome conhecido nos anos 1960 pelo papel de um comandante de um barco de patrulha durante a Segunda Guerra Mundial, em "McHale's Navy", seriado cômico da TV norte-americana.

Borgnine continou a trabalhar até bem pouco tempo atrás e foi o artista mais velho a receber um Oscar, segundo Flynn, que informou que ele se recuperava de uma cirurgia não especificada feita havia um mês. No entanto, sua saúde piorou depois de um check-up na terça-feira no hospital.

Seu último papel foi o de um paciente de um asilo em um filme que vai estrear no fim do ano, "The Man Who Shook the Hand of Vicente Fernandez". Por essa atuação, ele ganhou um Oscar no Festival de Cinema de Newport Beach Film Festival, onde o filme fez a pré-estreia, em abril, disse Flynn.

Com uma aparência robusta, voz rouca e um jeito duro de olhar, no começo da carreira Borgnine estava prestes a se tornar o mau sujeito dos filmes, depois de uma série de boas performances como o durão em filmes como "Johnny Guitar", em 1954, e "Conspiração do Silêncio", em 1955.

A mais memorável interpretação de Borgnine como um cara ameaçador foi seu papel de estreia em "A um Passo da Eternidade", como o sádico sargento 'Fatso' Judson, que aterroriza e acaba matando o soldado Angelo Maggio, interpretado por Frank Sinatra.

(Reportagem de Steve Gorman)

 
Ernest Borgnine acena após receber seu prêmio no 17o Screen Actors Guild Awards em Los Angeles, Califórnia. Borgnine, cujo tipo físico o levou a ficar célebre por papéis de durão no cinema, morreu no domingo, aos 95 anos, segundo seu assessor de imprensa, Harry Flynn. 30/01/2011 REUTERS/Mario Anzuoni